CRECI: 5959-J

Não achou o que estava procurando?

Diga-nos o que procura e entraremos em contato

BLOG

SELIC subindo, vale a pena investir em imóvei

14/04/2021

SELIC subindo, vale a pena investir em imóveis?

O ano de 2020 foi uma grande surpresa para o mercado imobiliário. Apesar da crise do coronavírus, o mercado se manteve impulsionado. Com tantas pessoas em casa interessadas em moradias que atendessem às novas realidades e necessidades do momento, além da baixa da taxa Selic intensificou a procura por imóveis. As vendas subiram em 26% e o volume de crédito imobiliário avançou 58%. Mas afinal de contas, como fica o mercado imobiliário em 2021?

  

Com o aumento da taxa Selic, as perspectivas são de mudança para o mercado imobiliário nesse ano. Os bancos podem rever suas taxas de juros e até mesmo as condições de financiamento podem mudar. Mesmo assim pode-se ter um bom panorama da situação pois a taxa básica de juros continua em uma baixa histórica o que torna o momento ideal para adquirir um imóvel.

  

Mas Afinal, o que é a taxa Selic?

  

Em resumo, a taxa Selic é a referência dos juros no Brasil. A taxa selic é usada como base para investimentos de renda fixa e operações que envolvem crédito, como o financiamento de imóveis. Essa taxa mantém-se em queda nos últimos seis anos, chegando no valor histórico de 2% em 2020. Isso tornou o financiamento da casa própria mais barato, o que atraiu muitos interessados e alavancou o mercado imobiliário.

No entanto, em 2021 a taxa Selic voltou a aumentar, indo para 2,75% ao ano. As projeções também não são animadoras, prevendo que esse valor chegue a 5,5% até o fim do ano. Diante desse cenário é possível que as taxas de crédito imobiliário subam. Com esse aumento, ainda é um bom momento de adquirir um imóvel? O quanto o mercado é impactado por esse aumento?

Entenda o efeito Selic

Apesar do aumento da taxa Selic, muitos economistas e especialistas no mercado imobiliário creem que essa alta pode ter um efeito oposto em um primeiro momento. Isso porque, mais importante que olhar para Selic de curto prazo, é se atentar na queda das taxas de médio e longo prazo.

O crédito imobiliário se trata de uma modalidade de longo prazo, já que os financiamentos podem durar até 35 anos para terminar. Desse modo, as instituições financeiras avaliam não apenas a taxa de juros do momento da concessão, mas como esses valores devem se comportar ao longo dos anos. Entretanto, é importante ressaltar que o custo final do seu financiamento dependerá de vários fatores como sua capacidade de renda, o momento que está em sua vida e o futuro do país. O fato principal é compreender que para o mercado imobiliário em 2021 as taxas não devem dar um salto tão grande.

Como ficam os preços dos imóveis em 2021

Precisamos falar sobre o motivo que levou ao aumento da taxa Selic: a inflação. Ela também é determinante para o valor dos imóveis. Além disso, a alta do dólar impacta diretamente no custo dos materiais de construção, o que também influencia no valor das propriedades. Desse modo, embora as taxas de financiamento continuem baixas, teremos que lidar com o aumento do preço dos imóveis.

Diante de tudo que foi citado, além da própria demanda por imóveis, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbis) estima que os imóveis fiquem de 5% a 10% mais caros em 2021. Assim, com esse panorama do mercado imobiliário em 2021, podem surgir dúvidas quanto ao melhor a ser feito: investir, comprar ou alugar?

Qual o melhor investimento para 2021?

Para essa questão a resposta sempre dependerá dos seus objetivos. Entretanto, com o aumento da taxa Selic, a tendência é que investir no mercado imobiliário em 2021 seja mais rentável. Se você deseja comprar um imóvel, a melhor opção sempre será pagar à vista. Especialistas orientam para não deixar parte do dinheiro investido e aproveitar as taxas mais baixas. Isso porque, é pouco provável que esse investimento tenha valor superior ao que será pago em juros em um financiamento.

Para quem procura comprar um imóvel o momento é ideal. Isso porque, é possível aproveitar as taxas de juros mais baixas antes que os valores da Selic atinjam a alta e influencie no custo do financiamento. 

Se você está planejando comprar um imóvel, o aumento da taxa Selic não deve ser um empecilho. Garanta que seu planejamento financeiro está sólido e que as condições de pagamento se encaixam no seu orçamento. Você também pode simular as opções de financiamento no site de algumas instituições financeiras e ver qual se adapta melhor às suas condições.

Conte com o apoio daMorais imóveis para a escolha do seu imóvel, seja compra, aluguel ou investimento estamos sempre a disposição para ajudá-lo. Visite nosso site e confira nossas diversas ofertas de imóveis e terrenos.

Notícias Relacionadas